Notícias
  • Voos são adiados devido à poluição atmosférica recorde em Xangai

      2013-12-14
    Fonte:

    Centenas de voos foram adiados ou cancelados sexta-feira na cidade comercial de Xangai, China , devido aos níveis recordes de poluição que envolveram a cidade em smog (nevoeiro de poluição), levando as autoridades a emitir o mais alto nível de alerta de saúde.

    O incidente é especialmente constrangedor porque nesse momento a China busca fazer de Xangai um centro comercial global em pé de igualdade com Londres, Nova York e Hong Kong até 2020.

    Na sexta-feira à tarde, o governo de Xangai emitiu seu mais severo alerta de saúde, já que o índice de poluição da cidade variou entre 23 e 31 vezes mais do que os níveis recomendados por autoridades internacionais de saúde.

    No primeiro aviso desse tipo desde que um novo sistema de alerta de saúde foi lançado em abril, autoridades pediram que os residentes ficassem dentro de casa e que fábricas ou reduzissem ou interrompessem a produção.

    “Não acredito que é adequado para as pessoas viverem nesse tipo de ambiente”, disse o residente de Xangai Fan Jianjun, 34 anos, que usava uma máscara enquanto andava através do ar opaco no distrito financeiro de Lujiazui.

    “Mas não tenho escolha. Ainda preciso trabalhar. Só posso tomar medidas preventivas, mas não tenho ideia de se elas funcionam.”

    A qualidade do ar em cidades é uma preocupação crescente para os líderes chineses obcecados por estabilidade, ansiosos por apagar uma possível instabilidade à medida que cidadãos mais abastados se voltam contra o modelo de crescimento econômico a todo custo que poluiu boa parte do ar, água e solo do país.

    O governo anunciou muitos planos para combater a poluição ao longo dos anos, mas fez pouco progresso aparente.

    A maioria dos voos saindo do Aeroporto Internacional de Pudong, em Xangai, foi adiada, de acordo com o site do aeroporto. Pudong era o terceiro aeroporto de carga mais movimentado do mundo em 2011, mostram dados do Conselho Internacional de Aeroportos.

    A perigosa poluição do ar forçou escolas a fecharem ou suspenderem atividades ao ar livre em pelo menos duas cidades no leste da China na quinta-feira. Algumas escolas em Xangai cancelaram atividades ao ar livre também na sexta-feira.

    A neblina extraordinariamente nociva foi causada por vários fatores, incluindo poluição industrial, emissões de automóveis e clima sem vento, afirmou Xu Bin, professor associado da Universidade Tongji de Xangai.

    Às 7h GMT, o nível de micropartículas no ar, as mais perigosas para a saúde, atingiu 466, de acordo com o site de monitoramento do governo de Xangai.

    Níveis acima de 300 são considerados perigosos, enquanto a Organização Mundial da Saúde recomenda um nível diário de não mais do que 20.

    Traduzido por Jéssica Lipinski


© SABER GLOBAL - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por SUED Design