Notícias
  • Dia Internacional para a Preservação da Camada de Ozônio

      0019-09-16
    Fonte:

    A comunidade internacional adotou o Protocolo de Montreal sobre substâncias que destroem a camada de ozônio para proteger a Terra da radiação ultravioleta nociva. Em mais de 24 anos de implementação bem sucedida, o Protocolo tem sido cada vez mais fortalecido para cobrir a eliminação gradual de quase 100 substâncias que destroem o ozônio. Os últimos ajustes foram adotados em 2007 para acelerar a eliminação de hidroclorofluorcarbonetos ou HCFCs.

    No dia 16 de setembro, é comemorado o Dia Internacional para a Preservação da Camada de Ozônio, criado pela ONU em comemoração a um compromisso bem sucedido: o Protocolo de Montreal, lançado em 16 de setembro de 1987. O Protocolo de Montreal é um compromisso mundial, do qual o Brasil é signatário desde 1990, para acabar com o uso das substâncias que destroem a camada de ozônio.

    A camada de ozônio, frágil escudo de gás, protege a Terra da porção prejudicial dos raios solares, ajudando a conservar a vida no planeta. Em 1994, uma assembleia geral da Organização das Nações Unidas (ONU) definiu que a data de 16 de setembro seria o Dia Internacional de Preservação da Camada de Ozônio, comemorando a assinatura do Protocolo de Montreal, em 1987, sobre substâncias que destroem a camada de ozônio.  

    O ozônio (O3) é um dos gases que compõe a atmosfera e cerca de 90% de suas moléculas se concentram  entre 20 e 35 km de altitude, região denominada Camada de Ozônio. Sua importância está no fato de ser o único gás que filtra a radiação ultravioleta do tipo B (UV-B), nociva aos seres vivos, provocando danos à visão, envelhecimento precoce e desenvolvimento de câncer de pele
    A camada de ozônio sofre com os impactos do aquecimento global. As causas do aquecimento são muito debatidas pela comunidade científica, uma vez que existe uma corrente que defende que ele acontece por causa de um processo natural do planeta que está na transição da era glacial para a interglacial. Por outro lado, outro grupo afirma que o homem é o principal responsável por causa da queima de gases de combustíveis fósseis que estimulam o efeito de estufa.



© SABER GLOBAL - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por SUED Design